Vasculhe o Site:

Carregando...

Notícias do Rio de Janeiro!

Loading...

Aviso

Todas as fotos publicadas aqui são de autoria de Gabriel Petersen Gomes. A publicação das fotografias em sites de terceiros é permitida, mas desde que mantenha os créditos. Grato!

sábado, 18 de dezembro de 2010

Passagem das linhas municipais de Caxias e São João e as intermunicipais sofrem reajuste a partir de Janeiro:

Mais um ano chegando ao final e vem um presentinho de grego para nós, passageiros que dependem das linhas municipais de Duque de Caxias, São João de Meriti, além das linhas intermunicipais. A partir de 02/01/11, a tarifa básica das linhas intermunicipais passará a custar R$ 2,50 (um aumento de 5,63% = R$ 0,15), porém com o Bilhete Único custando R$ 4,40 (sem reajuste). Como as duas cidades referidas passaram a adotar como tarifa-base, as linhas intermunicipais, estas sofrerão o mesmo reajuste, sendo no caso de Duque de Caxias, a tarifa mais cara podendo chegar a R$ 4,50 (linha 01 - Caxias x Xerém). Leiam o que foi publicado no site do Detro:

Fazendo valer a luta e a determinação do Ministério Público que, por intermédio do promotor Rodrigo Terra, há vários anos defendia a definição de data-base, a adoção de índice oficial de reajuste de preços e a antecedência no aviso à população quando da majoração das passagens do transporte público, o Departamento de Transportes (Detro) estabeleceu data-base anual para o reajuste das tarifas nos ônibus intermunicipais, fixada para o mês de janeiro. Sendo assim, o Detro deu autorização para que, a partir de 2 de janeiro próximo, seja aplicado o índice de 5,63% na revisão tarifária dos trajetos intermunicipais. O percentual concedido foi menor que o solicitado pela Fetranspor, representante das empresas de ônibus, que pleiteava índice de 9,42%. Como forma de não onerar o orçamento do trabalhador fluminense, o governador Sérgio Cabral decidiu manter em R$ 4,40 o valor do Bilhete Único Intermunicipal para 2011. A tarifa modal intermunicipal passará de R$ 2,35 para R$ 2,50.

– A definição de uma data-base para a aplicação de reajuste tarifário, atendendo à orientação do Ministério Público feita pelo promotor Rodrigo Terra, é uma grande conquista para os passageiros, pois, antigamente, não era rara a concessão de vários aumentos ao longo de um mesmo ano. Isso agora não acontece mais, ao contrário, a revisão é anual e a população tem que ser avisada com antecedência de, no mínimo, 10 dias antes dos novos valores começarem a ser praticados. Sendo que, neste ano, estamos publicando as novas tarifas 18 dias antes do reajuste entrar em vigor – afirma Rogério Onofre, presidente do Detro.

Para cálculo do percentual, de acordo com a portaria 975 do Detro, publicada em dezembro de 2009, é usada a variação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo – IPCA, no período imediatamente anterior de 12 meses, ou seja, entre 30 de novembro e 1º de dezembro. Este é o menor índice de reajuste dos preços, se comparado com o INPC de 6,08% e o IGP-M, de 10,27 calculados para este mesmo período. Os valores das novas tarifas estão publicadas na edição desta quarta-feira (15/12) do Diário Oficial do Estado do Rio de Janeiro e estarão também disponíveis no site do Detro, www.detro.rj.gov.br.

– Os empresários devem estar conscientes de que o tempo do lucro pelo lucro chegou ao fim, a melhor tarifa não é aquela de maior valor, mas a que a população pode pagar. Com o ordenamento do transporte complementar, com a integração de modais e com o bilhete único, há a garantia da saúde financeira das empresas e a população não deve pagar além do justo. Ainda mais agora, quando a sensibilidade do governador Sérgio Cabral fez com que ele decidisse pelo não reajuste da tarifa de R$ 4,40 do Bilhete Único. Este é um incentivo a mais para que um maior número de pessoas queira aderir ao sistema– afirma Rogério Onofre, presidente do Detro.

O aviso sobre o valor das novas tarifas deverá ser afixado em ônibus, guichês e pontos de vendas pelas empresas. O Vale Transporte continua sendo aceito com o valor antigo até 30 dias após o reajuste entrar em vigor, ou seja, até 02 de fevereiro de 2011.
__________________________________________________
Tabela de reajuste na Região Metropolitana:


Linhas que custam:
R$ 2,35 = R$ 2,50; R$ 2,50 = R$ 2,65;R$ 2,70 = R$ 2,85; R$ 3,20 = R$ 3,40;R$ 3, 65 = R$ 3,85; R$ 4,10 = R$ 4,35;R$ 4,40 = R$ 4,65; R$ 5,00 = R$ 5,30; R$ 5,30 = R$ 5,60; R$ 5,60 = R$ 5,90;R$ 6,00 = R$ 6,35; R$ 7,10 = R$ 7,50

E, até segunda ordem do governo, os decretos que regulamentam a equiparação de ar-condicionado em toda a frota intermunicipal e dos ônibus Low-Entry estão suspensos até a realização total da licitação intermunicipal (que começará, salvo engano, em Março).


E qual a sua opinião? O que achou disso? Comente!


Abraço!
Texto: Gabriel Petersen Gomes e assessoria do Detro*
*extraída de: http://www.detro.rj.gov.br/index3.php?code=909, acessado em 18/12/2010
Foto: Gabriel Petersen Gomes

Nenhum comentário:

Postar um comentário